8 filmes de terror trash para ver neste Halloween BlogTdF

Turma do Fundão   |    31 de outubro de 2016

Lais-Dias_Halloween

Os recentes e populares Sharknado e Zombeavers são exemplos do “terror trash”: produções de baixo orçamento e, na maioria das vezes, bem zoadas, que podem fazer rir mais do que dar sustos.

O gênero nasceu há algumas décadas, quando a tecnologia de efeitos especiais era primária – o resultado do filme dependia mesmo é da vontade e da criatividade dos diretores. A era de ouro para o gênero foi nos anos 80 e 90, quando foram lançados os filmes que virariam clássicos e que definiriam o formato para outras obras de terror.

Para curtir mesmo o gênero, é preciso gostar de monstros , ter como “guilty pleasure” roteiros recheados de falhas (às vezes, propositais!) e se divertir com coisas sem o menor sentido. Se esse for seu caso, a gente ajuda: veja abaixo a lista de terrores trash que recomendamos.

therefrigerator

Ano de lançamento: 1991
Direção: Nicholas Jacobs

Um casal parece estar com a vida feita: ele acaba de conseguir um emprego e ela nutre o desejo de ser atriz, então os dois se mudam para Nova York. Para completar a felicidade, encontram um bom apartamento no Brooklyn com um aluguel em conta e que vem até com a geladeira inclusa!

Mas tudo que é bom dura pouco: não demora muito para o casal perceber que algo está errado. Coisas estranhas e inexplicáveis começam a acontecer na casa e no comportamento de seus moradores. A mocinha, então, resolve contar com a ajuda do encanador do prédio e de uma cigana misteriosa para derrotar um mal iminente: a geladeira.

ataquedosvermes

Ano de lançamento: 1990
Direção: Ron Underwood

Entre todos nesta lista, esse foi um dos mais bem-recebidos pela crítica: teve quatro sequências, além de uma série de TV baseada em sua história.

A trama se passa em uma pequena cidade nos EUA onde os moradores começam a perceber estranhos abalos sísmicos que contrastam com a habitual calmaria da região. Enfim eles descobrem o motivo dos terremotos: vermes gigantescos vivem no subsolo e podem ameaçar a vida de todos na cidade. Desesperados, os cidadãos se juntam para arquitetar um plano e destruir os monstros.

arrastame

Ano de lançamento: 2009
Direção: Sam Raimi

Quando uma senhora recebe uma negação ao seu pedido de aumento de empréstimo no banco, quem se dá mal é a analista de crédito Christine, que é prontamente amaldiçoada pela anciã. Com a ajuda de um botão enfeitiçado, a protagonista tem apenas três dias para evitar que um demônio venha buscar sua alma e a leve para o inferno.

A direção é de Sam Raimi, que tem carreira sólida no terror: ele também dirigiu A Morte do Demônio, clássico de 1981, e produziu O Grito (2005).

piranha

Ano de lançamento: 1978
Direção: Joe Dante

Se você assiste TV de madrugada, com certeza já viu este filme passando em algum canal. Com muito sangue e humor negro, Piranha tornou-se muito popular na época de seu lançamento e tem, além de uma sequência, dois remakes em 3D.

No longa, uma investigadora liberta, por acidente, um cardume de piranhas geneticamente modificadas por cientistas durante a Guerra do Vietnã. Agora em liberdade, os peixes assassinos conseguem chegar até um parque aquático, sedentos por vítimas e provocando o terror geral.

braindead

Ano de lançamento: 1992
Direção: Peter Jackson

Bem antes de Peter Jackson dirigir O Senhor dos Anéis e O Hobbit, ele teve sua carreira iniciada no trash: dirigiu duas produções do gênero. Fome Animal é a segunda delas. Considerado um dos mais marcantes filmes do estilo, o enredo é conduzido por Lionel, um rapaz tímido que consegue um encontro marcado em um zoológico.

Lionel teria tudo para se dar bem, não fosse por um empecilho: sua mãe neurótica e ciumenta resolve segui-lo até o local. Ao chegar ao zoo, a senhora acaba sendo atacada e mordida por uma Macaco-Rato-da-Sumatra, este adorável animal fictício:

ratodesumatra

A mãe de Lionel acaba morrendo, mas volta à vida como um ser guiado apenas por seus instintos primitivos e com uma fome irrefreável por carne humana. Uma curiosidade: sacos de vômitos foram distribuídos para as pessoas que alugaram o filme na Suécia.

abominavelcriatura

Ano de lançamento: 1988
Direção: Jean-Paul Ouellette

Encaixa-se no gênero por ter não ter tido sucesso algum em seus efeitos especiais e maquiagem, o que resultou em monstros bem toscos. Na época, no entanto, quando não se podia esperar muita coisa, o filme foi bem aclamado pela boa direção.

Na trama, um grupo de adolescentes resolve explorar um casarão abandonado – que era, segundo uma lenda, assombrado por um ser tenebroso criado por um feiticeiro há 300 anos. Ou seja, nada novo sob o Sol: é um típico enredo dos anos 80 com muitos clichês. Mas vale a pena conferir: seja para refletir sobre a evolução da tecnologia no cinema, seja para simplesmente dar umas risadas.

troll2

Ano de lançamento: 1990
Direção: Drake Floyd

Uma família resolve tirar férias no campo e troca de casa com fazendeiros por um tempo, apenas para descansarem um pouco na rural cidade de Nilbog ( “goblin” ao contrário). O que eles não esperavam é que os moradores da comunidade fossem goblins vegetarianos disfarçados, prontos para envenená-los e transformá-los em plantas.

Há discussões sobre esse longa. Alguns acreditam que é o pior filme já produzido na história e há aqueles que defendem Troll 2 com todas as forças e consideram a obra um ícone cult mal compreendido.

dellamorte

Ano de lançamento: 1994
Direção: Michele Soavi

Eis um filme que os apaixonados por terror não podem deixar de assistir. Muito além de apenas um trash sobre zumbis, Dellamorte Dellamore tem um traço das produções clássicas de George A. Romero (de A Noite dos Mortos-Vivos, de 1968), além de uma pegada filosófica e maquiagens sensacionais.

No longa, Francesco Dellamorte é um coveiro que mora no cemitério onde trabalha e vê-se em uma assustadora situação: os defuntos voltam à vida sete dias após a morte. Cabe a Francesco fazê-los voltar ao descanso eterno. Certo dia, ele conhece a encantadora Anna, uma zumbi, e acaba de apaixonando. Por tratar de questões existenciais como medo, amizade e amor, foi uma obra marcante.

A Turma do Fundão é um grupo de leitores que auxilia a equipe da ME na produção da revista. Além de colaborar com sugestões e opiniões, eles também cuidam deste blog.

Conheça a geração atual
Escreva para o autor

Folheie
Assine
Nas bancas
Agosto/2016

Capa Edição 184

PublicidadeAnuncie

Twitter
Facebook
Google +

Editora Abril
Copyright © 2016, Editora Abril S.A. – Todos os direitos reservados

Conteúdo Núcleo Abril Jovem

Fonte